Pular para o conteúdo

Hidroginástica…

maio 3, 2011

Já que a idéia desse blog sempre foi contar minhas histórias inusitadas, prioritariamente nas viagens, não tem porque não contar as inusitadas daqui também.

Pra contextualizar… há alguns anos sei da importância do exercício físico na vida da pessoa. Sempre me matriculo na academia – sem freqüência regular, nem peso na consciência. Acabo de formar na faculdade e estou naquele ano de “ufa, desocupada de noite”.

Recebi o convite para participar como amostra para um estudo de uma tese de doutorado. Jovens entre 18 e 28 anos (x), não fumante (x), sedentárias (humm… tá, vai – x), seriam reunidas para um treino de 12 semanas de hidroginástica. Pertencente a classe procurada, me coube avaliar os benefícios/desafios… Eu nunca pagaria para fazer hidroginástica, coisa de mulherzinha, ou ginástica de velha. Eis a chance de provar do exercício de gracinha. Sedentária é forte para me enquadrar, mas vamos combinar que nunca fui regular… neste caso serei obrigada a ser fiel e comprometida ao projeto, sem faltar! Com as noites livres sem faculdade, essa pode ser até uma chance para o impacto não ser tão grande… Fora que se está contribuindo com a ciência!! Topei!

Fez-se a maratona! O que não esperava era a bateria de testes e medidas feitas antes do treinamento (óbvio, né? como eles avaliariam o antes e o depois sem isso). Mas foram duas vezes de tudo, pra garantir (aqui caberia aquele smile com os olhinhos revirando pra cima). Peso máximo, taxa de gordura, ultrasson do músculo, testes com eletrodos, mapas dos pontos analisados, teste de esteira, freqüência cardíaca na água (repararam no meu nível de conhecimento de nomes técnicos, hehe). Enfim, deu pra cansar de ir na ESEF antes mesmo de começar o treino.

São 30 gurias, separadas em 2 grupos, metade fazer exercício aeróbico depois de força, as outras o inverso. A idéia do estudo é avaliar o resultado nas duas seqüências…
É engraçado de observar… de maiô e toca somos todas iguais! Mas há a particularidade nas tatuagens, as que falam a linguagem de educação física com as professoras, as que comentam sobre o escritório de advocacia que trabalham, há as quietinhas, as que contam do fim de semana, as loiras, morenas, carecas, gordinhas, as com cara de conhecidas dessa Porto Alegre afora… é uma mulherada! E os papos na hora do banho? Cada história cabeluda que ouço ao som dos chuveiros ligados…

Mas assim ó, minha análise depois de 4 semanas de treino:
– baah, que puta preguiça de sair toooda segunda e quarta-feira para se enfiar numa piscina, fazer exercício, tomar banho num vestiarão e sair na friagem (agora que tá esfriando… ui, penso duas vezes onde tava com a cabeça..)
– cheiro a cloro de segunda a quinta (de sexta em diante dá uma amenizada até a próxima aula). Para tentar solucionar, alguns truques que me foram sugeridos tornam minha rotina dos dois dias da semana ainda mais sofrido… passa creme antes, creme no cabelo para não estragar no cloro, creme logo em seguida com corpo quente do banho, muita roupa para não se gripar, na saída, lavação do maiô o mais rápido possível para ele não puir-se totalmente com aquele cloro todo…
– sai-se cansado pra caramba, e o cansaço da semana também dá uma puta vontade de dar um migué e fugir da raia (literalmente neste caso), mas como qualquer exercício físico, te dá um pique, um bem estar em seguida que sai de lá, mais resistência, e se tudo der certo, um corpo mais magrinho e durinho 😉

Ainda me falta tempo de treino para ver no que vai dar… se resistirei esse inverninho na água, se surtirá grandes resultados, se contribuiremos de fato. Mas até aqui, deixo o parecer de que: exercício físico é e sempre será muito bom, obrigue-se a fazê-lo! Ajudar alguém nessa fase de dissertação pode ser bem gratificante, ainda mais com esse benefício de mão dupla. A interação com pessoas sempre vale a pena! Mesmo quando o que os une é a disponibilidade para tal participação inusitada…

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. maio 16, 2011 12:16 am

    Pra correr ou nadar, basta começar…

  2. Carolina permalink
    maio 28, 2011 2:16 pm

    Tá e me diz se tu acha hidro coisa para velho? heeheh…

    • Nati permalink*
      maio 28, 2011 8:48 pm

      A minha certamente não, dou tudo de mim lá… quanto a tua nada posso dizer….
      😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: